Meus olhos são teus fãs, imploram mil beijos autografados em minha boca
Meus olhos são teus fãs, imaginam mil e uma noites, todas elas terminam em você louca
Louca desvairada me bate e me arranha
Louca varrida me ama e me ganha
Tece essa teia de desejo
Me prende e me morde nesse beijo
Me entrego a mais um trago desse vício
Te dou a mão e vamos juntos ao precipício.

Nós

É quando meus olhos se transformam em armas,
Minhas mil mãos se atiram ao teu corpo,
Alvo do meu desejo, desejo ardido, fogoso e viril
São minhas mãos, maiores que as suas, que percorrem teu corpo feminino,
Frágil, vulnerável, delicadamente sutil.
É o meu desejo maior que que a lucidez, brutal, que te incendeia
É o gatilho rápido de olhos sedentos a mirar teu caminhar
As palavras mágicas não pronunciadas pelo deslizar da minha língua na sua
O entretenimento da velocidade quente do pulsar de sangue em minhas veias
Quente, urgente e úmido.

Feito nós.Hands

Fera Felina

Te quero urgentemente, necessariamente os teus dentes em minha carne, ser o sabor na sua língua, sentir cada papila gustativa sua contrair ao contato com minha pele febril, te arrepiar os pelos com o toque das minhas palavras em teu ouvido, te degustar ao sabor de uma tarde de verão inteira,
ser lido como um livro por olhos famintos, apreciado de maneira plena ao lençóis, agraciado com tua fome feminina, felina, feroz, febril.

Afrodite

Te quero deitada,  fumando com as pernas para o alto, brincando com seu cabelo ao som de algum blues, te quero sorrindo enquanto fotografo tua pele ao mais raiz dos reggaes, te quero nua, suada e descontrolada, des-ca-be-la-da, em minha cama ao melhor dos nossos urros e sussurros, gritos e rugidos, musos inspiradores da libido, pecado em forma de carne, pecado apenas por existir, tentação apenas por olhar, prazer ao tocar, prazer em ver, prazer em te conhecer.